Menu
Segunda, 1 de Junho de 2020
(67) 9 9923-8059

JOÃO PEDRO PRESENTE
João Pedro é enterrado ontem
O menino foi baleado por policiais
20 MAI 2020
Roberta Ferreira, Portal Urgente
09h43


Imagem: Divulgação
Foi enterrado na tarde desta terça-feira (19), no cemitério São Miguel, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, o corpo do adolescente João Pedro Matos Pinto, de 14 anos, morto durante uma operação no Complexo do Salgueiro, no mesmo município. Antes da cerimônia, amigos e parentes fizeram um ato na porta do cemitério pedindo justiça. João Pedro morreu após ter sido baleado em uma ação conjunta das polícias Civil e Federal.

O ato e o enterro foram marcados por grande emoção entre amigos e familiares. O pai de João, Neilton Mattos, precisou ser amparado por amigos. Em determinado momento, ele debruçou-se sobre o caixão do filho.

Um dos objetivos da operação que terminou com a morte do adolescente era prender o traficante Ricardo Severo, o Faustão, de 41 anos, acusado de controlar o tráfico de drogas no Salgueiro. Segundo informações da Polícia Civil, durante a ação, o criminoso e cerca de dez seguranças correram para uma rua que fica atrás da casa de João Pedro, na Praia da Luz, na Ilha de Itaoca.

Três agentes da Core chegaram à via e houve um intenso confronto. Na troca de tiros, João Pedro foi baleado. Ele foi levado por um de seus primos para o local onde o helicóptero da Core havia pousado. O adolescente foi socorrido pela aeronave.

Inicialmente, João Pedro foi levado para a base do Serviço Aeropolicial (SAER) da Core, na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio. De lá, ele seria levado para o Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, mas foi constatada a sua morte por um médico do Corpo de Bombeiros no momento em que o helicóptero pousou.